26.9.07

Perfeito, perfeito....

Existir um candidato para as eleições presidenciais dos EUA com as ideias e a capacidade de as exprimir como o Ron Paul é muito bom.

Perfeito, perfeito era que um candidato com as mesmas ideias e coragem aparecesse em Portugal. Nem que fosse para uma junta de freguesia.

4 comentários:

Luís Aguiar Santos disse...

Para uma junta de freguesia, há: o Carlos Novais!

Gabriel disse...

se for a minha junta, tem o meu voto.

CN disse...

A minha proposta é deixar que as JF possam decidir (e à medida que o queiram, não como plano imposto a todas as JF):

- organizar-se sob a forma de macro-condomínios (assim entreguem um plano consistente/etc):

1. Receitas: IMI decidida em AG (e outras receitas geradas pela rentabilização dos espaços)

2. AG: Proprietários e Residentes (com contrato)
3. AG aprova administração e orçamento.

Portanto: não quero ser administrador, quero poder eleger e confiar numa administração especializada (própria ou sub-contratda, tal como nos condomínios) na gestão micro-urbana.

Enquadramento:

Todos conhecemos as más experiências dos condomínios que se devem à total fatla de experiência e de hábitos dos portugueses em participar/etc, mas quem pode negar que ao fim de uns tempos, lá se consegue ir notnado melhorias.

Para mim, os condomínios começam a ser uma não desprezivel fonte de mudança de comportamentos/hábitos ao obrigar as pessoas a habituarem-se a ter que decidircoisas em pequenas asssembleias/organizações.

As JF deviam:

- poder vetar localização de negócios "da noite" (e por cima da CM)
- vetar projectos urbanisticos com dimensão acima de uma da da volunetrua/impacto (e por cima da CM)
- decidir sobre a contratação de segurança
- e muito mais

CN disse...

Comentários?

Fico com a impressão que estou a propôr algo de completamente utópico, tipo "comuna de paris", quando na verdade acho bem realista e prático, e uma das formas de induzir revoluções tranquilas:

começando por baixo, pelas pessoas e comunidades...